As uvas Vitis Vinífera e Vitis Labrusca

0
1708

Vitis Vinífera x Vitis Labrusca

Existem várias espécies de uvas no mundo, mas a principal para a produção de vinhos de qualidade é a chamada vitis vinífera (videira europeia).

Essas uvas são diferentes das uvas de mesa vitis labrusca (videiras americanas) que estamos acostumados.

Enquanto as videiras europeias são plantas mais exigentes e de qualidade superior as videiras americanas são ótimas para produção de sucos e para o consumo in natura.

vitis vinífera
Vitis vinífera x Vitis Labrusca

Vitis Vinífera (Europeia)

São as que apresentam a melhor qualidade, pois conseguem gerar sucos e peles ricos em matérias corantes, nutrientes, minerais, açucares, ácidos, taninos, entre outros nutrientes fenólicos importantes para a produção de vinhos de alta qualidade e para a saúde do homem. Ocupam a maior parte da área cultivada com videiras para produção de vinho no mundo.

São plantas exigentes, de difícil adaptação, preferindo regiões com estações do ano bem definidas e possuem inúmeras castas, falam em mais de cinco (5) mil variedades de uvas catalogadas, alguns exemplos de uvas são Cabernet Sauvignon, Merlot, Chardonnay, Sauvignon Blanc, Riesling, Syrah, entre outras.

vitis vinífera
vitis vinífera

Vitis Labrusca (Americana)

Mais resistentes e adaptáveis e toleram umidades mais altas. São de qualidade inferior para vinificação, prestando-se mais como uvas de mesa, para consumo in natura e para a produção de suco. Possui muitas variedades, cujos melhores exemplos no Brasil são a Niágara e a Isabel, que até a década de 80 eram as únicas castas utilizadas nos vinhos brasileiros. Cada uma possui muitas variedades, denominadas cepas ou castas.

vitis labrusca
vitis labrusca

A variedade da uva costuma ser o fator mais significativo no sabor de um vinho, mas existem outros que também influenciarão diretamente nas características desse vinho, desde a videira até a taça, são eles: clima, solo, técnicas de viticultura e técnicas de vinificação.

Portanto, existirão vários tipos de vinhos. Para facilitar o entendimento, inicialmente, cabe dividi-los pela cor.

Cor

Por essa divisão, os vinhos serão: tintos, brancos ou rosés.

Estilo

Depois, pelo estilo, eles poderão ser divididos em tranquilos ou espumantes, não podendo nos esquecer dos vinhos fortificados e dos vinhos de sobremesa, cada qual com seu processo de produção.

Doçura

Há ainda a possibilidade de separá-los em razão da doçura que apresentam, caso em que serão secos, meio-secos ou doces.

Portanto, há mais de mil variedades de vinhos a escolher e milhares de regiões produtoras e por isso é preciso conhecer um pouco mais sobre as principais uvas e sobre os fatores que influenciam na produção desses vinhos, além, é claro, das principais regiões vitivinícolas do mundo.

Facebook
Instagram

Saiba mais sobre os tipos de uva.

Texto: Wesley Moreira
Fundador Sommelier School 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here