Avaliação Clea Crianza 2012 – Ribera del Duero

0
1470

Clea Crianza 2012

Não faça confusão: o termo “crianza” não está relacionado à jovialidade do vinho e não há nenhuma relação com a palavra em português criança. Ao contrário, a palavra designa à “criação” e está relacionada com o tempo de maturação desse vinho e sua disciplina nos processos de produção.

Segundo as leis da Espanha, para que um vinho tinto seja classificado como crianza é necessário que ele passe por pelo menos dois anos de envelhecimento, dos quais seis meses deverão ser em barris de carvalho.

Clea Crianza 2012

Vamos a minha avaliação Clea Crianza 2012 – Ribera del Duero

Clea Crianza 2012No visual, borda rubi claro e núcleo vermelho cereja.

Notas oufativas Possui aroma intenso e perfumado que lembra madeira de bourbon, coco e couro, tudo isso em conjunto com areia do mar.

Na boca  tem textura mineral, taninos suculentos e macios, bastante corpo e muita elegância. Tem volume de fruta seca concentrada tipo ameixas secas em conjunto de casca de cíticos, trazendo frescor. Grande vinho com equilíbrio, bastante persistência e muita delicadeza.

Harmonização

Fraldinha assada, carne de panela, quiche de queijo, panceta suína assada com batatas, polenta de colher com creme de cogumelos, costela no bafo são ótimas opções para harminizar com este Crianza 2012.

Guarda

Estimativa de guarda de 10 anos.

Clima                             

O clima é mediterrâneo, com caráter continental. Com uma média moderada-baixa de chuvas por ano, verões secos e invernos longos e severos, com acentuadas oscilações térmicas ao longo das estações. São precisamente essas oscilações que ajudarão a uva a desenvolver uma pele forte, capaz de suportar as intempéries para proteger os frutos até a colheita.

Solo

O solo apresenta sedimentos argilosos, com camadas de calcário. A bacia do rio apresenta ondulações em sua paisagem, pequenas colinas erodidas pela influência do rio, com alturas que variam de 911 metros de altitude nos pântanos aos vales que correm ao longo do rio.

Elaboração

A Denominação de Origem Ribera del Duero rendeu alguns dos melhores vinhos da Espanha e, nos últimos anos, é uma referência nacional e internacional.
Nesta região vinícola castelhana, o De Bardos seleciona as melhores uvas de Fuentemolinos, Quintanilla de Onesimo, Anguix e Moradillo de Roa, onde há, sem dúvida, as vinhas mais antigas da Denominação.
De Bardos criou uma coleção de vinhos de assinatura que são feitos apenas nas lavouras que recebem a classificação de ‘Excelente’. Desta forma, se, apesar da seleção rigorosa, a uva não atingir a qualidade exigida, alguns de seus vinhos não serão produzidos. Nesta vinícola, a elaboração é feita à mão.
As uvas são colhidas à mão e transportadas em caixas de 15 Kg. Para chegar à vinícola em perfeitas condições, são selecionados os melhores cachos.
Fermentação e maceração em tanques de 15.000 kg, a 28 graus por 3 ou 4 semanas. Fermentação malolática em barricas de carvalho francês, com batonagem semanal, e controle dos barris um a um.
Classificação legal: D.O. Ribera del Duero
Castas: Tinta Fina
País: Espanha
Região: Ribera del Duero
Safra: 2012
Produtor: Bodegas de Bardos
GA: 14ºGL
Serviço: 16 a 18ºC
Preço R$ 69,00

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here